Nem panela nem mortadela

O povo contra si mesmo.
Mais uma vez me vejo na obrigação de ter que reiterar a minha posição política que não é outra senão contra. Para tanto me valho de uma das poucas frases, quem sabe a única, que endosso as palavras de Che Guevara, quando disse o seguinte: Se hay gobierno, yo soy contra. Da mesma forma me valho do primeiro pleito em que houve segundo turno, um candidato, se não me trai a memória, Leonel Brizola, outro que também não endosso outras frases além dessa, quando justificou seu voto em favor do Lula com o ferino, porém feliz comentário: Caso seja eleito, no dia seguinte estarei na oposição.

Penso que isso seja o bastante para não mais marcarem a minha presença em eventos que não compareci e muito menos compartilharem em minha linha do tempo ofensas e exaltações a qualquer facção do governo, seja em que nível for. Não vejo a mínima possibilidade do nosso país se reerguer do monturo de lama no qual está chafurdado por outro meio que não seja uma drástica intervenção de Deus na nossa história. Não acredito nos que atualmente estão no poder, nem nos que estão pleiteando seus cargos, tenham eles a maior de todas as boas vontades. Não acredito, da mesma forma em nenhuma instância do legislativo, do executivo e, muito menos, do judiciário. No dizer do salmista: Todos são corruptos e as coisas que eles fazem são nojentas; não há uma só pessoa que faça o bem (Salmo 14.1).

Quando afirmo que somente uma intervenção divina poderia mudar a nossa trajetória, digo fundamentado na Bíblia e no testemunhos dos profetas escritores, pois estes foram criados por Deus justamente para afrontar os governos instaurados em Israel. Todas as nações tinham magos, tinham quiromantes, tinham prognosticadores que bajulavam seus reis com mentiras e adivinhações estapafúrdias, mas a Israel Deus enviou somente profetas para fazerem justamente o oposto do que os tais videntes faziam. Para vigiarem de perto as atitudes nos monarcas e, em seu nome, proferirem sentenças condenatórias. Parece que foi uma ideia imediata de Deus tão logo o povo escolhido resolveu que, a exemplo dos povos vizinhos, também deveria ter um rei. Se querem um rei, então terão também profetas.

Penso que esta seja a única mensagem válida para os tenebrosos dias de hoje. A certeza de que escaparemos incólumes do devastador juízo que nos aguarda. Ninguém pense que inocente dos descasos da saúde, da segurança e da educação. Ninguém pense que sairá íntegro após a sentença sobre a mortandade infantil e menos ainda pelo desamparo aos idosos. Números 33.3 (ARA) nos apresenta um quadro bastante realista de um dos juízos de Deus na história da humanidade: Enquanto estes sepultavam todos os seus primogênitos, a quem o SENHOR havia ferido entre eles; também contra os deuses executou o SENHOR juízos. Ou seja, dessa nem o mais puro e fiel cristão escapa.

 
Copyright 2012 Amós Boiadeiro. Powered by Blogger
Blogger by Blogger Templates and Images by Wpthemescreator
Personal Blogger Templates